Novos Tópicos



 

Compartilhe | 
 

 Ficha de Thanatos/Shizuma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Aspirante

Aspirante
avatar
Sexo : Masculino
Posts : 1850
Conquista : 23


Ferris / Bushinkōriken


Character Status
HP:
800/800  (800/800)
Cosmo:
800/800  (800/800)
Fidelidade: Reino de Pallas
MensagemAssunto: Ficha de Thanatos/Shizuma   4/9/2012, 5:37 pm

Ficha de Thanatos/Shizuma


Nome : Thanatos/Shizuma
Sexo : Masculino
Data De Nascimento/Idade: 1699
Local de Nascimento : Monte Olimpo
Local de Treinamento : Monte Olimpo e Inferno
Mestre : Zeus e Hades
Armadura Que Desejo :Thanatos
Me Defino Como Alguém : Maléfico(a)

Aparência

Aparência Antiga

A sua aparência é majestosa e cheia de poder até só no andar, dando geralmente passadas que causam um pequeno impacto no solo. É bastante alto, medindo 2,05 metros, tendo um peso relativamente mediano para o seu peso pesando 100 quilogramas, sendo praticamente todo o seu peso de músculos e poder físico.
Têm cabelos azuis como é tradicional dentro as várias gerações de Poseidon o Deus dos Mares e conforme as mitologias adora o Mar, tendo o seu cabelo cor aparentemente igual a do mar. Seus olhos também são azuis cor do mar e sendo assim um jovem bastante bem parecido e como é óbvio capaz de algum poder de sedução.
Na sua armadura dourada que cobre todo o seu corpo, pode-se ver partes douradas mais salientes, sendo mais escuras que outras. Tendo o seu típico tridente bastante alto que chegava quase a ter a largura de todo o seu corpo.
Porém ele na armadura nova de Libra Negra ele aparenta estar quase igual, porém com uma armadura diferente, e com a cor normal dela de sapuris.
Ele com a sua mais recente sapúris de Garuda teria a aparência muito similar com poucas diferenças para a libra negra, excepto a parte de não ter armas e ter agora duas poderosas asas nas suas costas.

Nova Aparência

Spoiler:
 

Como se pode ver na imagem a aparência nova é de uma mulher muito esbelta, com cabelos longos cinzentos e uma aparência semi divina. A sua aparência mudou drásticamente pois Hades sentia que a aparência dele lhe faria lembrar de Poseidon o seu irmão que ele não gostaria muito então com nova aparência não teria mais problemas com isso.

Perfil Psicológico

É um personagem guerreiro não possuindo compaixão pelos fracos e débeis. Ele também pensa muito pela base da força, não se importando praticamente nada com as outras pessoas.
Os seus subordinados são tratados não de forma igual, porém ainda são as pessoas que ele trata como inferiores, porém é capaz de os proteger se vir que não terá ele próprio em causa.
Em situações de aflição ele poderá sacrificar qualquer pessoa, familiar, general marina ou qualquer outro cavaleiro, ou pessoa que esteja sendo usado por ele.
É maligno e bastante ditador especialmente para com os seres do mundo superior, que cita eles como sendo totalmente inferiores aos de debaixo da água.

Agora como uma ela, se tornou ainda assim quase na mesma coisa, incluindo o seu gosto por mulheres, que se tornou agora ainda mais perverso, mesmo sendo ela própria uma, se tornando assim uma personagem lésbica. Ela mantém tudo o resto da sua malvadeza e agora têm um sentido de superioridade ainda maior do que antes teria.

Técnicas

Citação :
Nome do Golpe: Souls of Eyes
Gasto em COSMO : 80 (20 para manter) / 130 (40 para manter) / 220 (50 para manter)
Descrição do Golpe : O usuário começa a forma almas na forma de esferas de 3 m independente da variação da técnica, que são totalmente controladas pelo usuário. O número de almas formadas através de seus cosmos irá sair de espécie de olhos no solo ou até mesmo no ar, tendo essas almas capacidade de vôo, e controlo até um máximo de 30 / 70 / 150 m de distância do usuário. O número de olhos por variação é 3 / 7 / 15, sendo que saí de cada olho uma alma por post que tentará acertar os oponentes e dar danos bastantes graves, sendo que mesmo somente uma acertando o oponente irá também trabalhar com o sistema nervoso do oponente, tal como um controlo em conjunto com gravidade tentará fazer com que o oponente fique a ser levado contra o solo sendo atraído de forma a cair de trás ou de frente conforme a narração do usuário, resultando isso na metade do dano de um ataque normal dos espiritos e sendo somente um impulso gravitacional, que tentará levar o oponente ao solo. Os olhos de aonde saem as almas podem ser feitos a distância equivalente ao controlo ou seja a 30, 70, ou 150 metros dependendo da variação da técnica.
Duração: 3 Posts
Dano Retirado : 180 / 270 / 430 (por ataque)
Criada Por : Dreyar de Garuda

Nome do Golpe: Angelic Whisper
Gasto em COSMO : 70 (20 Hp por post) / 120 (40 Hp por post) / 350 (200 Hp por post)
Descrição do Golpe : O usuário inicialmente forma uma enorme fenda dimensional em torno dele, podendo fazer com que tudo o que toque na mesma se direccione para outro local, a barreira está sempre a 1 m de distância do usuário e ele ao se mover a barreira se move com ele. Porém a grossura da barreira dimensional é 2 / 3 / 3,5 m dependendo do poder da técnica, servindo como uma protecção, mas também como uma forma ofensiva, pois a barreira se vai mantendo através da vitalidade do usuário, apesar de inicialmente ele usar o seu cosmos. Os danos que o oponente sofre só ao ser levado para outra dimensão já seriam algo elevados, porém caso o transporte para a dimensão falhe terá um número de 5 / 7 / 8 vectores, por post que usam somente pura gravidade controlada pelo usuário para tentar danificar internamente e externamente o corpo do oponente e ao mesmo tempo o tentaram levar para a dimensão. Caso sejam levados para a dimensão o usuário poderá fazer o mesmo número de vectores, por post porém dentro da dimensão fazendo uma espécie de tortura e dano simultâneo, enquanto ele está sendo atacado pelos vectores ele verá que a pessoa mais importante para ele estaria sendo ela a tomar os danos em vez dele, assim tentando-o iludir simultaneamente. A ilusão também causa danos mentais possivelmente graves ao oponente, tal como a dimensão poderá ser usada para trazer o oponente de volta ou simplesmente deixar ele lá até ele arranjar algum método de volta. Pode tentar acertar mais pessoas, mas somente pode mirar um vector por pessoa, caso tente acertar mais terá que pagar por vector extra que será metade do cosmos referente ao rank que escolheu. Os vectores que são totalmente controlados pelo usuário, vão e são controlados até 50 / 80 / 100 m de distância do usuário podendo ser usados de forma livre, porém somente duram um post havendo mais um novo set de vectores no outro post caso queira continuar com a técnica.
Duração: 3 Posts
Dano Retirado : 200 / 370 / 750 (por ataque)
Criada Por : Dreyar de Garuda

História

A história de Poseidon começaria na Era dos Titãs, aonde todos eles lutariam entre si como bárbaros, porém três filhos desses bárbaros sobreviviam para ser lendas, seriam eles os filhos de Chronos. Um seria Hades, outro seria Poseidon e outro seria Zeus. Todos eles tendo um poder incalculável, porém nada comparado ao poder de seus antepassados que seriam os Titãs. Porém eles seriam extintos devido ao seu excessivo de violência crescendo assim os três filhos de Chronos o mais velho e mais poderoso aparentemente seria Zeus que ajudariam-se mutuamente apesar de Zeus ser mais ou menos como um mentor para os outros dois.

Assim Zeus como mentor de Poseidon começava por lhe ensinar que o cosmos de todos eles e seus filhos iriam ser enormes, pois os seus genes seriam como uma fonte de energia quase que eterna. Porém Zeus explicava mais detalhadamente que Poseidon controlaria as águas, no caso dele com o poder do vento que seria o seu elemento para formar ondas de vento cada vez mais poderosas, porém essas ondas não seriam realmente controladas por Poseidon e sim impostas as vontades dos Deuses sobre as ondas do Mar, no caso a vontade do Deus dos Mares. Hades iria ter total controlo do inferno e com isso iria ter um poder sobre os mortos e assim um elemento escuridão lhe caindo melhor que tudo e assim sendo bastante poderoso tal como o seu irmão Poseidon. Porém nada seria comparado ao poder grandioso do Deus dos Deuses que seria Zeus, ele controlava tudo que existia, com o seu poder da luz enorme, que seria capaz de iluminar sozinho uma metade de um planeta com um simples golpe.

Com o passar dos anos, todos os três deuses ficaram mais maduros e começaram a governar os seus poderes com mais regra, assim podendo ser mais confiáveis pela sua população, coisa que antigamente seria quase impossível de realizar por eles, devido ao seu nível elevado de imaturidade. Eles os três já haviam passado a idade de 15 anos de idade, sendo que alguns deles já engravidariam algumas mulheres que haveriam surgido de alguma forma no mundo dos Deuses que seria dado por Olimpo. O poder deles agora já estaria muito melhor controlado, por qualquer um dos três, assim Zeus e Hades travariam uma batalha, para se auto-testarem, uma luta aonde Hades seria gravemente ferido e quase morto pelo seu irmão mais velho. Porém Zeus do nada surgiria com também uma ferida, porém seria bem mais ligeira e curava-se passado pouco tempo da batalha. Entretanto Hades e seu irmão Zeus continuariam a sua luta que seria aparentemente interminável, porém nada seria de grande preocupação para o Deus Hades, pois a sua ferida à medida que o celebre trovão na mão de Zeus bloqueava a poderosa espada de Hades, Poseidon se sentia estar ficando para trás de seus dois irmãos que estavam cada vez ficando mais fortes. Enquanto Poseidon pouco evoluía em relação a eles os dois. Ele começava a ter sentimento bastante negativos em relação a seus dois irmãos, eles estando a ficar tão poderosos e ele ficando para trás, a dúvida atormentava a mente de Poseidon e assim ele desafiava Hades que aparentemente sempre perderia para Zeus.

Porém isso seria uma das piores decisões que Poseidon tomara em toda a sua vida, transtornado pela derrota contra o irmão supostamente mais fraco, aonde a habilidade com a espada de Hades não havia sido superior. Mas Poseidon com o seu tridente não dando danos com a porção mediana da sua arma, Hades conseguiria e vendo que teria acertado o irmão mais novo, cessaria os seus ataques e assim conversa com o mesmo sobre ele deixar de lutar e seu reino passar a ser de Zeus, pois ele seria muito fraco.

Então Poseidon começava a desenvolver um ódio por todos os seres, menos o seu mar, continuando a adorar o Mar. Assim ele olhando para o mar, uma vez se recordaria de que podia mesmo vencer os seus irmãos muito poderosos, bastava treinar e se tornar realmente poderoso, assim ele fez treinou árduo dias a fio no mar, com o seu vento, com o objectivo traçado de conseguir controlar a água quase que somente usando o seu elemento base de vento. Ele tanto treinava, ao ponto de se frustrar com seus próprios poderes e o próprio mar que ele desejava controlar. Poseidon então começava a encarar já com olhos diferentes o mar, encarava ele já como um oponente, porém esse não seria o caminho correcto, e ele na sua mente teria alguém lhe atormentando com isso, seria o seu pai o grande Titã Chronos, que controlaria o tempo, fazendo com que no tempo surgisse, para salvar o seu filho de destruir ou odiar o que seria o oposto que ele deveria sentir para com o seu reino e local que teria controlo. Com o conselho e advertência de seu falecido pai o deus dos mares começava a concentrar-se no Mar, porém desta vez o respeitando e não como antes teria feito à força e sim gentilmente com o seu elemento controlando as ondas da água, soprando o vento do seu elemento de forma a manipular a água de forma externa.

Hades, Poseidon e Zeus então iriam travar mais uma batalha desta vez seria Zeus e Poseidon, seria um teste concerteza muito complicado para o irmão mais novo, porém ele não estaria nem um pouco com medo de seu irmão. Assim o deus dos Mares começava a controlar o seu tridente como se fossem ondas do mar rodeando o mesmo, e após isso tentaria atingir o seu irmão que tentava bloquear com o raio, porém a explosão se daria e Zeus seria levado a alguns metros de distância de Poseidon, o ar de espanto na face do Zeus era bem claro, assim os três irmãos dividiram seus territórios principais que seriam: O Mundo dos Mortos de Hades, Os Mares de Poseidon e o Céu de Zeus.
Após isso eles tiveram muitos filhos e filhas deuses que auxiliaram nos seus governos, tal como muitas relações infiéis com as suas mulheres e vários filhos ilegítimos, todos sendo nascidos no Monte Olimpo e treinando as suas habilidades no mesmo local, porém destinos bem diferentes, aonde o que sofreria o destino mais árduo talvez seria Poseidon, pois ele ficaria para todo o sempre um deus muito rancoroso e muito maléfico para com as outras pessoas, diferente de Zeus e sendo até mesmo menos maléfico que o próprio Deus do Inferno.
Ele há relativamente pouco tempo foi rejeitado pelo deus Poseidon, pois ele começou a mostrar-se não merecedor de ser um deus, devido a atitudes realmente negativas. Assim ele se dirigiu ao santuário, porém lá durou pouco tempo, apesar de no início ser dado como um cavaleiro muito dotado , ao ponto de ser considerado o cavaleiro de libra, porém logo após os primeiros dias, assassinara um companheiro de atena, sem total remorsos.
Atena e Grande mestre com grande esforço, mentiram ao seu cavaleiro de forma a ele sair totalmente do santuário e após isso baniram ele totalmente do santuário, apesar dele manter a sua armadura, pois ele ainda manteria a sua própria justiça.
Passado algum tempo, ele se via emboscado por alguns anjos celestiais, que o assassinaram, porém o deus dos mortos, seu antigo irmão, Hades, o ressuscitaria e lhe oferecia a armadura de Libra Negra, assim ele com a armadura ficava denovo bastante poderoso.

Após ele ficar um ou dois anos, não se sabia ao certo pois estaria morto e no inferno, portanto passaria algum tempo até que passado algumas de suas vitórias contra alguns cavaleiros fossem reconhecidas pelo próprio deus do inferno. Assim ele enviaria a Pandora, fazendo com que ele fosse promovido a um dos grandes juízes do inferno, que seria o juíz Garuda, que seria um espectro celeste. Assim Hades demonstraria já a sua confiança total, pois somente seria menor que os deuses o poder de um espectro que era considerado de juíz no inferno.

Estando no meio de uma quest na sua aventura o cavaleiro de garuda, misteriosamente desmaiara. Hades então jorraria um pouco de sangue dele, porém nada aconteceria, então ele chamaria um outro ser, seria ele a própria alma de Thanatos, mas antes disso ele chamaria alguém para distorcer completamente a realidade do espectro. Assim ele ficaria aparentemente sem corpo, porém passado não mais de 2 segundos o corpo na armadura rejeitaria a armadura de garuda, fazendo com que ela saísse do mesmo. Assim a alma do Deus Thanatos possuiria a agora garota, que teria a sua memória de ser Poseidon e Espectro antes apagada, porém Hades a relembraria que ela fora um dos espectros mais poderosos e mesmo tendo sucumbido perante algo ele depositou uma nova confiança nela como uma própria deusa, deusa da morte, Thanatos. Porém assim ela perderia todos os seus poderes anteriores parecendo quase como se fosse um novo ser, porém a sua essência seria a mesma a mesma do Poseidon antigo, a mesma das armaduras que havia representado, porém seu poder voltava a ser quase tão grande como quando era Poseidon.

Teste Narrativo

Cérbero um cavaleiro de prata como tantos outros comandados pela deusa Athena e pelo grande mestre do Santuário de Athena, acordaria com alguém batendo à sua porta, logo de manha, seria ele não um outro que o grande mestre do santuário, pedindo apoio defensivo, na ida para o Star Hill, um local temido por praticamente todos os cavaleiros. O grande mestre fazia o seu pedido da seguinte forma ao seu cavaleiro de prata.

- Sei que ainda é bastante cedo, mas tenho uma missão para você me auxiliar que é super urgente, pode me dar apoio defensivo, me defendendo de possíveis ataques de pessoas que atentem contra minha vida, enquanto eu estou em direcção ao Star Hill?

Laxus sabia que a responsabilidade para algo como isso concerteza seria de proporções enormes, porém ele não sabia se estaria defacto à altura do cargo, portanto ele questionaria o mestre sobre isso.

- Grande mestre, seria um honra excultar você até o Star Hill. Porém você têm certeza que eu sou o cavaleiro que deve ser designado para essa missão, têm os cavaleiros de ouro e tantos outros de prata poderosos.

O grande mestre mostraria a imagem de um espectro com correntes, sendo ele o causador de mortes de até mesmo um cavaleiro de ouro, ele seria um cavaleiro de um reino desconhecido, com uma armadura algo estranha, porém sem todos saberem, ele seria um enviado de Hades, um de seus espiritos. Assim ele visualizando a imagem e as correntes entendia o que o grande mestre pretendia, seria uma luta entre guerreiro de correntes. Logo o grande mestre respondia, quase que de imediato a mostrar a imagem ao seu cavaleiro de prata.

- Como deve notar ele também é um usuário de correntes, a sua armadura não é o estilo comum das Sapuris de Hades, porém dúvido que alguém dos outros reinos nos ataques, dele ser uma armadura peculiar no meio das armaduras deles, porém peço que tenha cuidado, apesar de eu ainda assim confiar bastante na sua força.

Portanto Laxus ficaria já mais satisfeito, pois tinha a sensação que a confiança do grande mestre nele o deixaria quase que novo de forma a ter uma força que pudesse talvez o auxiliar a batalhar contra esse cavaleiro que usa corrente. Assim ele e o seu grande mestre iria rumo ao Star Hill, ele próprio seria bastante letal, mas os poderes do grande mestre funcionariam para desactivar eles momentaneamente, enquanto ele e o seu cavaleiro passariam, porém algo atrás dele estaria a demolir completamente as máquinas e tudo mais que existia atrás, pois elas começariam a trabalhar assim que viram o intruso que seria muito provávelmente o cavaleiro das correntes.

O cavaleiro maligno começava a surgir atrás do cavaleiro de prata, que sentiria o cosmos dele e não sentiria algo tão elevado, porém ele logo após isso começava a ver a figura da sua deusa e assim ele começava a ser iludido por aquela técnica amaldiçoada do cavaleiro. Porém o grande mestre sendo muito poderoso conseguiria ver através disso e dava uma pequena chapada na face do cavaleiro e após isso dizia ao mesmo.

- Eu que o protejo ou é ao contrário não caia nesse tipo de ilusões e truques baratos denovo, ou eu não salvarei sua pele, elimine ou pelo menos imobilize esse homem.

O cavaleiro para além da ilusão não revela ser muito poderoso seria uma armadura negra de Spica, uma armadura de bronze a causar tantos problemas. Porém aquele poder que ele teria de fazer os guerreiros ver o seu deus protector em vez dele, faria com que eles fossem iludidos e não se defendessem e nem o atacassem, deixando-se indefesos a possíveis ataques desse seu oponente. Assim o seu oponente sentindo um cosmos muito mais elevado que o seu vindo do cavaleiro de prata começou a sentir algum medo, porém lançava as suas duas correntes, mas elas se prenderiam entre as de Cérbero, que com maior força fisica e experiencia com o uso de correntes lançava as suas correntes fortemente contra o solo em conjunto ao oponente fazendo com que o mesmo caisse e se magoando bastante na área do pescoço e coluna vertebral.

Após isso o grande mestre estando já a relativa curta distãncia do local combinado dizia ao cavaleiro que teria tido sucesso na sua missão e que seus serviços não seriam mais necessários. Diria essa fala com um tom até mesmo de alguma satisfação, verificando que a batalha com aquele cavaleiro podia até mesmo ser dificil sem um alvo para ele e até mesmo ele o grande mestre, podia ser iludido com a imagem de Athena.

- Parabéns por me auxiliar a realizar esta caminhada em paz e sossego, se não fosse por si, talvez aquele cavaleiro teria até mesmo iludido a mim o grande mestre. Porém obrigado pelo seu auxilio, pode-se retirar as armas e tudo mais no caminho estão quase todas destruidas ou desativadas por mim, portanto não precisa se preocupar, pelo que eu falei, aquilo foi somente digamos para lhe dar uma certa motivação extra para lutar com o ser que estaria a causar tantos problemas, não pegando leve mesmo tenod noção que ele seria mais fraco.

O cavaleiro fazia uma vénia ao grande mestre em demonstração de respeito por ele e após isso respondia ao dito com uma simples palavra.

- Obrigado.

Após agradecer com uma única palavra, ele pediria quase que imediatamente após se poderia sair do local, ou se ainda teria algo mais para ele realizar.

- Posso me retirar, ou ainda não posso, será que têm algo mais para eu realizar?

O grande mestre abanava a cabeça na vertical, significando que poderia sair e assim o cavaleiro saia do Star Hill do grande mestre, indo para sua casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cavaleiro de Ouro

Cavaleiro de Ouro
avatar
Sexo : Masculino
Posts : 1174
Conquista : 14


Neemias de Câncer

MensagemAssunto: Re: Ficha de Thanatos/Shizuma   5/9/2012, 12:01 am

Aprovado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 

Ficha de Thanatos/Shizuma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
4.5 .: Cavaleiros Lendários RPG .: Gameplay Único! ::   :: Montanhas do Leste-
Mensagens predefinidas (STAFF)



Mensagens de Avaliação de Treinos (STAFF) :



Página 1 de 1